São Bartolomeu de Messines – Silves (27,6 Km)

Ficha Técnica

Ponto de partida: Junto à Igreja Matriz de São Bartolomeu de Messines

Coordenadas GPS do ponto de partida: 37º15´24.29´´N 8º17´10.21´´O

Extensão: 27,6 km

Grau de dificuldade (Sentido recomendado): V – Muito Difícil

Duração (aproximada): 8 h

Altitude Mínima: 12 m

Altitude Máxima: 231 m

Subida acumulada: 984 m

Descida acumulada: 1104 m

Disponibilidade de água: No Início e no final

Mercearias locais: No Início e no final

Época Aconselhada: Setembro a maio, embora a primavera seja a época mais aconselhada, pela sua beleza florística e pelas condições climatéricas.

Cartografia: Traçado do percurso nas Cartas Militares de Portugal nº 586, 587, 595 e 596 proveniente do Instituto Geográfico do exército, com escala de 1:25000.

Atenção: Ao longo deste setor existem colmeias ao lado do caminho em alguns pontos, tenha cuidado!

 

Descrição do Itinerário
Este setor inicia-se junto da Igreja Matriz, no centro da vila de São Bartolomeu de Messines. O itinerário segue pela rua da antiga Casa de João de Deus, poeta famoso na região, e atravessa toda a vila, até à estação de comboios.

Após o atravessamento da linha de caminho-de-ferro, no Bairro do Furadouro, o percurso desenvolve-se inicialmente num caminho entre muros, sendo limitado a Sul por zonas rurais e a Norte por floresta de sobreiral. A passagem por Barradas e depois o atravessamento da EN1079, antecede a chegada à serra, onde a paisagem muda significativamente. Aí, já com a Ribeira do Arade à vista, a Via Algarviana toma um caminho de enorme beleza, sempre ao longo deste grande curso de água, um dos maiores do Algarve. Nesta viagem, o caminhante irá encontrar belas paisagens do vale fluvial, seus afluentes e da serra circundante.

Antes da chegada à Barragem do Funcho, a existência de um parque de merendas apela a uma pausa e a um merecido descanso. Reponha energias pois necessitará delas para a subida que se segue. Deste ponto, é possível admirar toda a envolvente da barragem, os cerros ondulados e algumas ruínas nas margens a revelar vidas e atividades passadas.

Após a passagem sobre o paredão da barragem, irá subir bastante, esta é sem dúvida a parte mais dura deste setor. A Via Algarviana continua ao longo da ribeira do Arade, infletindo mais adiante para o interior da serra. Até Enxerim o percurso desenvolve-se ao longo de um vale coberto de eucaliptos, onde é possível encontrar pequenas lagoas ou barragens, hortas e pomares de fruta. O percurso atravessa ainda a ribeira do Enxerim e prossegue até à estrada nacional, onde termina. Deste ponto, a cidade Silves dista uns 500m onde é possível encontrar alojamento e diversos elementos culturais e históricos de grande interesse.

Mapa Setor 9

Newsletters


Newsletter Plugin by Bulk Email Software

Apoie a Via Algarviana

Contribua para a manutenção da Via Algarviana, descarregue o Guia da Via Algarviana e deixe um DONATIVO.
IBAN:
PT50 0036 0418 99105000149 85
Associação Almargem

Co-financiadores

Desenvolvido por Creative Rill - Webdesign Solutions