Furnazinhas – Vaqueiros (22,6 Km)

Ficha Técnica

Ponto de partida: No largo, onde se situa o Café, junto ao painel informativo da Via Algarviana.

GPS Ponto de Partida: 37º21´47.01´´N 7º34´28.96´´W

Extensão: 20,3 km

Grau de dificuldade (Direção recomendada): III – Dificuldade Média

Duração: 6 h

Altitude mínima: 98 m

Altitude máxima: 286 m

Subida acumulada: 389 m

Descida acumulada: 327 m

Disponibilidade de água: In the beginning and in the end

Mercearias locais: In the beginning and in the end

Época recomendada: Setembro a Maio, apesar de que a Primavera é recomendada pela sua beleza florística e condições meteorológicas.

Cartografia: Traçado do percurso nas Cartas Militares Nos.582 e 583, do Instituo Geográfico do Exército, com uma escala de 1:25000.

Descrição do percurso:
É em Furnazinhas que se inicia o 3º setor da Via Algarviana. Após atravessar o monte rumo a Norte, o itinerário conduz o caminhante por uma paisagem acidentada, com descampados, pastagens, extensos estevais e, pontualmente, pequenas hortas ainda em uso pelos locais. O relevo é acidentado e entrecortado por várias linhas de água, de pequena dimensão. Surgem, ocasionalmente, pequenos povoamentos de pinhal bravo. O caminhante irá encontrar pequenos aglomerados habitacionais, alguns quase desabitados, como o caso de Monte Novo, junto da estrada nacional, um dos locais mais elevados da zona (215m). Segue-se Monte das Preguiças, onde existe uma pequena barragem e um excelente ponto de observação da região, Malfrades, onde ainda podemos encontrar algumas casas com traça tradicional, e, por fim, Vaqueiros, sede de freguesia.
Vaqueiros é a aldeia mais povoada da sua freguesia e está construída sobre um povoado árabe, sendo mesmo a freguesia que apresenta o maior número de núcleos habitacionais em Alcoutim, cujos topónimos comprovam a existência de comunidades rurais na época árabe. Aqui também existem muitos vestígios arqueológicos romanos, ligados à mineralogia. Grande parte da população possui uma horta onde cultiva, ao longo do ano, o que lhe vai sendo necessário, os seus terrenos acabam assim por ser o seu “supermercado”, suprimindo alguma da necessidade de se deslocar recorrentemente à cidade.

Mapa Sector 3

 

Newsletters


Newsletter Plugin by Bulk Email Software

Apoie a Via Algarviana

Contribua para a manutenção da Via Algarviana, descarregue o Guia da Via Algarviana e deixe um DONATIVO.
IBAN:
PT50 0036 0418 99105000149 85
Associação Almargem

Co-financiadores

Desenvolvido por Creative Rill - Webdesign Solutions