Como nasce a Via Algarviana

O pedestrianismo e a observação da natureza no Algarve, tem sido a actividade mais desenvolvida pela Almargem, desde a sua criação em 1988. Em 1995, numa parceria com os Algarve Walkers, iniciaram-se os preparativos para uma travessia do Algarve a pé, de forma a dar a conhecer o interior da região e o seu elevado potencial para este tipo de actividades. Tendo por base a informação recolhida até então por estas organizações, bem como a publicada pela Associação Caminus sobre o Trilho Moçarabe (percurso utilizado por peregrinos religiosos entre Mértola ao Cabo de São Vicente), iniciaram-se os trabalhos de criação da Via Algarviana, que viriam a culminar no projecto hoje em execução.

 

Algumas etapas importantes:

  • Em 1998, desenvolveram-se diversos contactos com as federações de pedestrianismo portuguesa e espanhola, no sentido de chegar a um acordo para tentar fazer a ligação da Via Algarviana a uma rota transeuropeia que passaria por Espanha (E4).
  • Em 2001, aproveitando a realização das 2ªs Jornadas de Pedestrianismo, a Almargem e os Algarve Walkers, promoveram a inauguração simbólica de um troço da Via Algarviana entre Alte e S. Bartolomeu de Messines.
  • Em Abril de 2002, a Almargem elaborou uma candidatura ao INTERREG III-A, com vista à implementação da Via Algarviana, que viria mais tarde a ser invalidada.
  • Em 2004, após o insucesso com o INTERREG III-A, iniciaram-se os trabalhos de candidatura ao PROALGARVE, Eixo 2 – Medida 1, tendo este sido aprovado em Abril de 2006, sendo a Almargem o promotor.
Newsletter


Newsletter Plugin by Bulk Email Software

Guia Informativo

Contribua para a manutenção da Via Algarviana, descarregue o GUIA INFORMATIVO e deixe um DONATIVO.

NIB 0036 0418 99105000156 64
Associação Almargem

Ficheiros para descarregar:

CapaDownload

MioloDownload

MapasDownload

Track GPS
GPS - Download
Co-financiamento:

Desenvolvido por Creative Rill - Webdesign Solutions