Extensão: 21,9 km
Grau de dificuldade: difícil
Duração (aproximada): 6h – 7h
Altitude máxima: 541m
Altitude mínima: 320m
Subida acumulada: 721m
Descida acumulada: 751m
Disponibilidade de água: Sim
Mercearias locais: Sim
Época Aconselhada: Todo o ano, embora a altura de primavera seja a mais bonita em termos florísticos e pelas condições climatéricas.
Cartografia: Traçado do percurso nas Cartas Militares de Portugal nº 580, 581, 588 e 589, provenientes do Instituto Geográfico do Exército, com escala de 1:45000.

Descrição do itinerário: O percurso inicia-se no centro do Ameixial, e daqui prossegue em direção a Corte do Ouro, passando junto da Igreja Matriz de Ameixial, vira à direita e segue em frente. Já perto do campo de futebol interceta a PR1 LLE- Percurso Pedestre do Ameixial, para porco depois se separarem novamente, em que a PR vira à direita e a Ligação segue em frente. Desce ao vale da Ribeira do Vascãozinho, atravessa-a, seguindo pelo caminho principal. Encontra, em breve, a indicação da presença da Anta do Alagar, à direita, onde se recomenda uma pequena paragem. Retomando o caminho original, o caminhante prossegue em frente, em direção à Corte do Ouro. Chegado a esta aldeia, acompanha a PR2 LLE – Percurso Pedestre da Corte do Ouro perto da antiga Escola Primária, no próximo cruzamento a PR2 LLE vira à direita e a Ligação segue em frente atravessando a aldeia. Depois toma o caminho de terra batida e segue até encontrar a Fonte do Pé do Corso onde volta a intercetar a PR2 LLE até ao local onde se situa a Anta do Beringel, no cruzamento a PR2 LLE vira à esquerda e a Ligação à direita. Uns 100m adiante, o caminho cruza a ribeira da Corte, através de uma poldra aí existente para esse efeito. Sobe, agora por uma cumeada, que o leva ao Cerro dos Aflitos, um dos pontos mais elevados desta região, situado a 502m de altitude. Daí já é possível observar Parolinhos, a Sul, pequeno monte serrano, ainda habitado, rodeado por denso sobreiral. O percurso passa junto a Parolinhos e junta-se ao caminho principal que liga esta aldeia à de Figueirinha. Uma vez mais, o caminho insere-se numa linha de cumeada, separando vários vales e barrancos até à chegada a Figueirinha. Porém, 50m antes deste povoamento, o percurso vira à direita, em direção a Pero Ponto, outra simpática aldeia serrana. Neste acesso, o percurso volta novamente a mudar de sentido, virando à esquerda, para sudoeste, por um trilho que desce até ao Barranco do Feital. Inicia-se aqui, uma caminhada ao longo de um estreito trilho, utilizado sobretudo por pastores e agricultores locais, que se desenvolve ao longo de quase 2km. Neste itinerário, o caminhante irá passar junto de pequenas hortas tradicionais, atravessar algumas pequenas linhas de água e, por fim, irá chegar à estrada de alcatrão que acede à aldeia de Vale da Rosa. No cruzamento com esta estrada, interceta a PR8 LLE – Vale da Rosa até chegar a Vale Luís Neto. Somente aí, os dois itinerários se separam. Enquanto o percurso de Vale da Rosa prossegue para as Cortiçadas, a presente ligação à Via Algarviana dirige-se para Sul, cruzando o barranco dos Vales dos Netos, e respetiva ribeira. Neste mesmo local onde cruza a ribeira, surge, talvez, a subida mais inclinada de todo o itinerário, embora muito curta. Após esta ascensão e seguindo sempre pelo caminho principal, para Sul, em breve se interceta a PR 7 LLE – Montes Novos

O itinerário segue agora em direção à aldeia abandonada de Pêro d’Elvas, passando junto das suas ruínas e descendo até ao vale fluvial. Atravessa a linha de água aí existente, acompanha-a ao longo de um vale encaixado até muito próximo da Estrada Nacional 124. Antes, porém, atravessa a ribeira e sobe ligeiramente até encontrar a referida estrada. Chegado a esta via, o percurso vira à esquerda, para passados 50 metros virar à direita e descer por uma encosta sobranceira à Ribeira de Odeleite. Após, aproximadamente, 200 m, chega-se a um cruzamento e aqui o caminhante encontra o eixo principal da Via Algarviana. O percurso de Montes Novos segue para a esquerda, enquanto a Algarviana segue para a direita, em direção a Barranco do Velho. Deste ponto são cerca de 2km até esta aldeia, onde termina o setor 5 e se inicia o setor 6 desta grande rota.

Downloads:

Mapa Ligação 6: Ameixial à Via Algarviana (Barranco do Velho)

Track GPS Ligação 6: Ameixial – Barranco do Velho

Track KMZ Ligação 6: Ameixial – Barranco do Velho

Newsletters


Newsletter Plugin by Bulk Email Software

Apoie a Via Algarviana

Contribua para a manutenção da Via Algarviana, descarregue o Guia da Via Algarviana e deixe um DONATIVO.
IBAN:
PT50 0036 0418 99105000149 85
Associação Almargem

Recomendado por:
Desenvolvido por Creative Rill - Webdesign Solutions